Por trabalhar na Justiça Eleitoral, evito citar nomes de políticos e/ou partidos políticos brasileiros (embora eu pudesse fazê-lo sem problema algum, pois sou um cidadão como outro qualquer: o Código de Ética do TRE/RJ não tem vedação nesse sentido, porque o fato de ser servidor público não retira minha liberdade de expressão).

sábado, 22 de dezembro de 2012

Já vi o fim do mundo algumas vezes e na manhã seguinte estava tudo bem...

Agora que passou a idiotice de achar que o mundo iria acabar (tinha alguém que acreditava nisso mesmo ou era só vontade de aparecer?), acho legal retornar a série de videoclipes de músicas que fizeram sucesso nos anos 80.

Embora o título da postagem seja um verso do começo da década de 2000 (Humberto Gessinger em "Melhor Assim", gravada pelos Engenheiros do Hawaii no disco "Tchau Radar!") trago hoje um clipe da banda "Ira!", que marcou época lá pelos idos de 1986.

Quem não conheceu o som dos caras tem uma ótima oportunidade de ouvir um rock de primeira qualidade; quem viveu aquela época não precisa de apresentações para se lembrar de "Envelheço na Cidade":

2 comentários:

  1. Bunitinho isso. Se entendi bem, está fazendo uma homenagem a você. Felicidades sempre, meu amigo querido.

    Abraços, fraternos e que consigas tudo o que almejas!!!

    ResponderExcluir

Este é um blog de opiniões.
As postagens não são a tradução da verdade: apenas refletem o pensamento do autor. Os escritos podem agradar ou desagradar a quem lê: nem Jesus Cristo agradou a todos...

Eu publico opiniões contrárias à minha, sem problema algum. A não ser que eu o faça expressamente, o fato de liberar um comentário não quer dizer que eu concorde com o escrito: trata-se apenas de respeito à liberdade de expressão, que muito prezo.

Então por gentileza identifique-se, não cite nomes de políticos nem de partidos políticos brasileiros, não ofenda ninguém e não faça acusações sem provas.

OBS: convém lembrar que a Constituição proíbe o anonimato. Assim sendo, não há direito algum para quem comenta sem assinar: eu libero ou não o comentário se achar que devo.